Sábado, 10 de Setembro de 2011

Foz de Mega - mato

 

Foz de Mega, Foz de Mega...
 
Na época da minha criação, quem tinha e quem comprava, carregava molhos de mato às costas ou à cabeça para as hortas e para "alcatifar" as ruas do então "Lugar de Cortes". Comprar? Sim. O mato valia dinheiro.
Toda... a terra arável era cultivada e as testadas mais perto estavam quase sempre "peladas", tinha de se ir buscar mais longe. Fogos ou queimas isso era coisa muito rara na época. Outros tempos !
 
                                       (extraído de comentário em Grupo Cortes. Facebook)   RAMIRO BARATA... Vale Barreiro, CORTES
publicado por cmcortes às 11:34

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Assembleia Geral e Homena...

. inauguração da eletricida...

. 81º aniversário e resulta...

. Foz de Mega - mato

. MANUEL AMARO

. CONVOCATORIA

. BELMIM MATEUS FOLGOSA

. SELADA

. CORTES DE ALVARES - r...

. ADIBER

.arquivos

. Outubro 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds