Domingo, 23 de Maio de 2010

ZIF DA RIBEIRA DO SINHEL

 

      Caros conterrâneos, o que me move em escrevinhar esta crónica, não é o interesse financeiro nem qualquer outro interesse pessoal, mas sim o interesse colectivo da população de Cortes.

       Posto isto, e pensando que já é do conhecimento geral, venho desta forma, falar de um projecto radical para Cortes, como para toda a freguesia de Alvares. Trata-se da constituição da ZIF da Ribeira do Sinhel, que não é mais do que uma Zona de Intervenção Florestal, que consiste no agrupamento de propriedades florestais, às quais é aplicado um Plano de Gestão Florestal (PGF) e um Plano Específico de Intervenção Florestal (PEIF), com vista à defesa, prevenção e promoção dos seus valores .

       Em boa hora, o Estado se lembrou  de legislar sobre a floresta, tendo como objectivo principal educar os proprietários a cuidar dos seus minifúndios, como acontece na Freguesia de Alvares .

       É notório o abandono precoce que os pequenos proprietários da nossa aldeia estão a dar às suas parcelas florestais, correndo o risco delas passarem a baldios, sem dono, e a coitadas de animais selvagens de toda a espécie, prejudicando a povoação, as suas gentes e os seus bens urbanos .

       E porquê ?...

       A grande maioria das propriedades rústicas da freguesia são pequenas parcelas e aceiros florestais onde abunda o pinheiro, principal riqueza da terra, e muitas de difícil acesso, acabando por não compensar o investimento que os proprietários possam realizar nos seus minifúndios porque, à priori, sabem que não obtêm retorno financeiro. Isto acontece porque trabalham isoladamente. Daí, não obterem a recompensa dos seus investimentos na floresta .

       O tempo dos nossos avós já lá vai, pertence ao passado, em que cada um tratava das suas parcelas, trabalhando arduamente para manterem as testadas limpas e cuidadas. Era um trabalho artesanal, feito à mão .

       Nos tempos modernos, o tratamento da floresta é feito por máquinas, com pouca intervenção da força muscular do homem, isto é, é um trabalho mecanizado. Hoje, torna-se difícil trabalhar e investir solitariamente porque fica muito caro para as pequenas áreas dos nossos terrenos .

       Se queremos a valorização das Cortes e dos seus minifúndios, combater a desertificação da nossa aldeia e da nossa freguesia, e fazer do nosso pinhal a principal riqueza da população residente e não residente, torna-se necessário aderir ao projecto ZIF. O pequeno proprietário só pode ver valorizada a sua propriedade, se integrar projectos como este, de outro modo, o seu minifúndio como está actualmente, não vale nada .

       Já existem muitas ZIFs constituídas nas diversas freguesias do país e, a freguesia de Alvares é uma das maiores. Trabalhando em grandes áreas, os investimentos são menores e as nossas propriedades rústicas mais cuidadas e limpas. Temos  de olhar para o futuro, que é o dos nossos filhos e nossos herdeiros. Assim, pode ser que eles não abandonem as suas raízes!...

       A área mínima para a constituição da ZIF da Ribeira do Sinhel é de 3800 hectares. As propriedades são sempre nossas. A quota anual, por hectare, corresponde a dois maços de tabaco que fumamos a menos. Para bom entendedor, o funcionamento duma ZIF é parecido com o funcionamento de um condominio ou de uma comissão de melhoramentos .

       Há que apanhar o comboio ao mesmo tempo que os primeiros aderentes, senão ficamos apeados na sua estação, pois no seu andamento vão querer aderir e os custos vão ser diferentes .

 

 

                                                               

 

                                                                 Eng.  CARLOS  TOMÉ

 

publicado por cmcortes às 01:12

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 1 de Junho de 2010 às 11:14
Este é um tema importante, explanado aqui de forma simples e esclarecedora.
De cmcortes a 1 de Junho de 2010 às 23:37
Este blogue serve exactamente para que todos possam expressar a sua opinião e quem quiser colocar algum assunto é só enviar mail para o cmcortes@sapo.pt... Obrigado. João Reis

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Assembleia Geral e Homena...

. inauguração da eletricida...

. 81º aniversário e resulta...

. Foz de Mega - mato

. MANUEL AMARO

. CONVOCATORIA

. BELMIM MATEUS FOLGOSA

. SELADA

. CORTES DE ALVARES - r...

. ADIBER

.arquivos

. Outubro 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds